Buenos Aires - A Paris da América

6 comments











 
A capital argentina é uma megalópole com cerca de 12 milhões de habitantes e além de plana e bem organizada, esbanja charme como poucas no mundo. Sua bela arquitetura, jardins e cafés ao estilo parisiense fascinam turistas de todas as partes, que chegam aqui em busca de história, cultura e diversão. Quanto à segurança, é preciso ter cuidado com os "espertinhos", que muitas vezes vêm com uma conversa mole tentando ganhar a confiança do turista e na verdade querem mesmo é roubá-lo. Aliás, o roubo dos taxistas é descarado e além disso, entregam o troco com notas falsas e ainda lhe denunciam à polícia! É, o povo não é mais o mesmo depois da crise...

Uma das melhores maneiras de conhecer Buenos Aires é a pé, passeando pelos diferentes bairros, entre largas avenidas ou singelas vielas. Comece pelo centro, na parte mais antiga, especificamente na Plaza de Mayo, marco principal da fundação da cidade em 1580. Ali também é lugar de manifestações e até hoje as Mães de Maio se reúnem todas às quintas-feiras em protesto ao desaparecimento de seus filhos em 1977.

Na região também estão concentradas muitas das construções importantes de Buenos Aires, como o Cabildo, que foi a sede do primeiro governo colonial em 1751 e hoje é o museu histórico; a Catedral Metropolitana, que abriga os restos mortais do libertador General San Martin; e o prédio do Congresso, com sua opulenta e espetacular fachada. Não menos importante é a Casa Rosada, sede da Presidência da República por onde passaram os grandes nomes da política argentina, como Perón, Menem e Kirchner.
Seguindo a Avenida 9 de Julho, a mais larga do mundo com 14 auto-pistas, avista-se o Obelisco, o principal cartão-postal de Buenos Aires. Está encravado no cruzamento com a Avenida Corrientes, um dos pontos mais movimentados da cidade. Diante do Obelisco está a Calle Lavalle, que assim como a famosa Calle Florida, formam as ruas fechadas preferidas dos turistas, com lojas e cafeterias espalhadas por toda sua extensão, além do shopping Galerias Pacífico.
Deixando o centro para trás, é hora de conhecer a genuína essência argentina. San Telmo fica ao sul da cidade e sua principal característica é a concentração de antiquários e galerias de arte que deixam qualquer um com vontade de redecorar a casa. O bairro também tem igrejas, museus e o Mercado de las Luces, onde há artesanato, livros e artistas plásticos. San Telmo não é só o bairro que melhor identifica o espírito portenho, mas foi ali que nasceu o tango, a música-dança-ritmo mais representativo de Buenos Aires e que contribuiu para o surgimento de algumas das maiores lendas da cultura popular local, o inesquecível Carlos Gardel. A casa mais tradicional de tango é a El Viejo Almacén, que desde 1969 apresenta espetáculos de tango seguido de jantar.
Um pouco mais distante está o bairro de La Boca, erguido por imigrantes italianos que utilizavam as latas dos navios abandonados no porto vizinho para construir suas casas. A via mais conhecida é El Caminito, bem colorido e cheio de artistas. Já foi reduto de criminalidade, mas hoje é um exemplo da revitalização turística que Buenos Aires vem passando ao longo dos anos. Nas imediações está o Estádio Bombonera do Boca Júniors, um dos mais famosos times do mundo, imortalizado por Maradonna. Com grande sorte, pode-se encontrar com o sósia do grande jogador, que cobra U$ 10 por uma foto. Embora turístico, é aconselhável visitar La Boca apenas durante o dia.

Um dos bairros mais conhecidos internacionalmente, a Recoleta é imperdível, seja por seus cafés, bares, feira de artesanato ou até mesmo pela noite, que tem público cativo. O ponto mais visitado é o cemitério da Recoleta, uma atração no mínimo, pitoresca. Ali estão enterradas as principais figuras da história argentina, a mais notável Eva Perón, em mausoléus que são verdadeiras obras de arte.
Buenos Aires é uma cidade que respira cultura e oferece exposições, teatros e museus de alto nível. Imperdível conhecer o Museu Nacional de Belas Artes e o MALBA, este último, sede da enigmática tela de Tarsila do Amaral, O Abaporu.
A gastronomia portenha enche os olhos, sobretudo no que tange à carne. A Argentina é o maior consumidor de carne vermelha por habitante do mundo. Com este público tão exigente é de se esperar que os mais suculentos e bem preparados cortes estejam na região. O mais tradicional é o chorizo, que é servido com acompanhamentos variados. Os bairros da Recoleta, Palermo e também Puerto Madero oferecem espetaculares opções para a degustação do verdadeiro churrasco argentino. O Le Sud é especializado em carnes e fica na Praça San Martin, dentro do Hotel Sofitel.
Para diversão noturna, não saia de casa antes de 23 horas. Os lugares animam-se na madrugada, principalmente nos circuitos freqüentados por jovens e turistas, e as festas muitas vezes terminam somente na manhã do dia seguinte.

Para visitar a Argentina, brasileiros não precisam de visto, é necessário apenas apresentar carteira de identidade válida. Para estender a viagem além de Buenos Aires, vale à pena ir até a cidade de Luján e conhecer seu interessante zoológico, único no mundo em que se interage dentro das gaiolas dos animais. É possível também fazer um passeio até Colônia Del Sacramento, no Uruguai, na margem oposta do Rio da Prata.

6 comentários:

Anônimo disse...

Desculpe a correcção:
Não são os portugueses que têm o hábito de jantar tarde mas os espanhóis (22 horas +-)
os portugueses jantam pelas 19.30-20 horas.

Leo disse...

Buenos Aires é linda demais!!! Já estive lá por duas vezes e depois de ler seu texto me deu muita saudade! Suas fotos ficaram ótimas e seu texto muito bom... só não concordo com toda essa beleza dos homens locais... hehehe

grande bjo

Leo

Carla disse...

Oi Fê,
como estou indo a Buenos Aires resolvi dar mais uma olhadinha nos blogs para tirar mais dicas e tal.
Esse seu texto está tão completo...uma maravilha!!!
Eu que não estava muito empolgada fiquei me imaginando em cada lugar.
Beijos

Vitória Régia disse...

Que delicia caminhar pela imeeeensa rua Calle Florida, em todos os seus trechos, desde as lojas mais baratas até as mais sofisticadas.Fiquei com bolhas nos pés hehehe! olha pessoal, em Buenos Aires tem mesmo é que andar de tenis!

Lucas disse...

Vou passar o reveion lá, o que voce sugere para a virada???

Luisa disse...

Olá, adorei as dicas para Buenos Aires.

Inseri um link do seu blog, passe pelo meu tbm!

www.amelhoragenciadeviagens.com.br

Também dei dicas de onde ficar, o que fazer, passeios e bares/pubs!

Beijos e boa viagem a todos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...