Cruzeiro, navio... Dicas de viagem para cruzeiros marítimos

17 comments

















A demanda por viagens de cruzeiro no Brasil tem aumentado de forma impressionante! A cada verão, o país tem recebido novos e modernos navios de diferentes companias marítimas, que ano a ano angariam um número ainda maior de turistas. Só para se ter uma idéia, a italiana MSC Cruzeiros esteve no Brasil em 2002 com um único navio, o Raphsody, de apenas 20 toneladas. Na temporada atual está representada com 4 navios, o menor deles com 60 toneladas e o maior com 90, um gigante dos mares! As demais companias presentes nos últimos verões são: Royal Caribbean (Splendor of the Seas); Costa Cruzeiros (Costa Mágica, Costa Victoria, Costa Clássica); Island Escape (Island Escape, Island Star); CVC (Mistral, Sky Wonder, Zenith, Grand Voyager, Pacific) e como dito anteriormente, MSC Crociere (MSC Opera, MSC Lirica, MSC Armonia, MSC Musica).

A expectativa é de que 400 mil turistas embarquem nos portos brasileiros neste verão através dos 15 transatlânticos que aqui estarão. Só no município de Ilhabela, que receberá pouco mais de 30 escalas destes navios, é esperada uma injeção de 18 milhões de dólares. É dinheiro que não acaba mais, principalmente para uma cidade que tem apenas 25 mil habitantes e não arrecada este montante em impostos convencionais. Para alguns é uma grande oportunidade, já para outros, uma enorme ameaça, como é o caso dos resorts, que vêem seus turistas fugirem para o concorrente do momento, com melhor preço, qualidade e infra-estrutura.

Tive a oportunidade de navegar pelo Brasil por duas vezes. A primeira, em 2002, no mencionado Raphsody e a segunda, há alguns dias, no MSC Opera. É fundamental comentar a discrepância entre os navios e principalmente, a mudança dos tempos no que tange ao produto cruzeiro para o mercado brasileiro. Pra começar, sugiro uma célebre frase, com pequena alteração: "Já não se fazem cruzeiros como antigamente..." É verdade! O glamour que outrora houve por aqui, foi substituído por uma "elegância tupiniquim", bem ao gosto do típico brasileiro em férias: o jantar black tie agora aceita homens vestidos de bermuda e havaiannas e estes, não se sentem mal por assim estar em meio à smokings e longos by Versace; As lagostas e camarões gigantes foram trocados por mini-lulas e camarões tipo "molho". A fartura de comidas e os amenities que compõem as suítes foram reduzidas, visando acabar com o tradicional desperdício brasileiro; os sucos, que antes eram free, agora são cobrados em dólar ou em euro... É, são os novos tempos! Isto que é personalização de um produto! Moldaram os serviços ao mercado brasileiro, aquele que quer pagar pouco e receber muito...

É por estas e por outras que acredito que tão cedo não navegarão em mares brasileiros as companias mais tradicionais e luxuosas do mundo, tal qual Cunard, Silversea, Regent, Holland e Princess. Com o perdão do trocadilho, estas empresas querem deixar o típico brasileiro da classe-média à ver navios...

As companias marítimas descobriram que a melhor fórmula para atender o mercado brasileiro, além de cortar itens nobres, abrir mão da sofisticação e evitar o desperdício, é contratar uma mão-de-obra menos qualificada e ganhar no "giro", trazendo navios gigantes que diluem o custo fixo para 3 ou 4 mil turistas. Para se ter uma idéia do que isto significa, um navio de 20 toneladas tem uma determinada metragem nos restaurantes para atender os seus 800 turistas. Um navio de 60 ou 90 toneladas tem no máximo o dobro desta metragem para refeições, quando deveria ser 3 a 5 vezes maior para atender o triplo de turistas. Isso gera filas desagradáveis e as eternas disputas de mesas... O mesmo também acontece na área da piscina, jogos, academia, teatro, etc.

Quanto à mão-de-obra, fiquei sabendo através das inúmeras entrevistas que fiz no navio, que paga-se mal aos trabalhadores brasileiros, o que reflete nos serviços oferecidos no navio. O esquema é quase que escravo: são 10 horas diárias de trabalho, sem folgas, durante 9 meses. Não encontrei ninguém que tenha conseguido cumprir o contrato até o final... Os melhores cargos ficam com os europeus, notadamente os italianos, franceses e ingleses. O restante, é considerado segundo-escalão igual os latinos e lhes restam os serviços mais braçais. Me lembro bem que há 5 anos fiquei simplesmente encantada com a qualidade do atendimento à bordo! Nosso garçom, um italiano educadíssimo, elegante e culto, fazia o possível e o impossível para nos receber da melhor maneira. A camareira, advinda do leste europeu, era de uma cortesia que surpreendia até Queen Elizabeth! No cruzeiro atual, nem ví minha camareira e acredito que alguns dias ela não deve mesmo ter ido na minha cabine. Primeiro porque não colocava os amenities à medida que eu ia usando-os, segundo porque não recolhia o lixo e terceiro porque desde o primeiro dia solicitei frutas e as mesmas só apareceram no último dia... Acham que ela merecia gorjeta? Eu também achei que não... Nosso garçom, um sofrido indonésio, era trapalhão e não cheirava muito bem... nunca sabíamos se o tempero era da comida ou das roupas do mencionado, algo muito desagradável de se passar no momento do jantar...

Mas, e os pontos positivos?? Ah, estes, eram quase que infinitos!! Quero inclusive desculpar-me por talvez ter jogado um "balde de água fria" aos que estavam pretendendo navegar, mas de fato, precisava dizer a verdade como ela é! Os pontos negativos sempre existirão e mesmo quando alguém achar que eles não existem, vai ver que o preço representa a parte negativa, afinal, algo perfeito, têm um preço "perfeito". De maneira nenhuma o que foi dito de ruim aqui não é um impecilho para realizar tal viagem! Os prós são tão fantásticos, que deixam estes detalhes negativos quase insignificantes!

Pra começar, a sensação de se estar em um navio é única, principalmente num transatlântico gigante (o MSC Opera é maior que o Titanic). Um cruzeiro é uma das poucas modalidades de turismo em que o deslocamento (considerado a pior parte de uma viagem) é a própria viagem! Possibilita acordar cada dia em uma cidade, estado ou país diferente e em pouco tempo, pode-se conferir as tendências de cada lugar! Além disso, apreciar o pôr do sol no deck é fantástico! Ver a luz da lua refletindo quase que infinitamente nas água do mar é lindíssimo e à noite, ter a compania da lua e um céu estrelado é muuuuito bom! As festas, shows, jantares especiais, bares, boates, cassinos e turma da animação são excelentes!! Teve até espetáculo do Cirque du Soleil à bordo!! A equipe de artistas é de primeira linha e os figurinos e cenários são bárbaros, não há quem não se divirta!! Porém, aqui há uma falha grave da MSC: os espetáculos que aconteceram no MSC Armonia na temporada anterior são exatamente os mesmos do MSC Opera deste ano... quem viajou pensando que ia encontrar coisa nova, se deu mal...

O projeto do navio é moderno, com linhas arrojadas e iluminação que enriquece! Na decoração, abusa de materiais nobres como mármore de Carrara, granito azul, porcelanato, cristal Baccarat, Silestone, tapetes persas, dentre muitos outros! Me faltam até elogios para descrever toda a grandeza do navio!

O MSC Raphsody, que ainda navega no Mediterrâneo, apesar de ser um navio mais "tímido" com relação ao tamanho, é de um aconchego fenomenal! Estar à bordo com poucos passageiros é bem mais interessante do que dividir com milhares, como foi no MSC Opera. Os serviços acabam sendo mais personalizados e a comida mais saborosa. As filas são quase inexistentes e os espaços do navio são melhores aproveitados. As pessoas se entrosam mais facilmente e é possível atracar em quase todos os portos.... Os grandes só atracam em portos gigantes. Em contrapartida, os grandes transatlânticos, balançam menos, tem melhor infra-estrutura e são muito mais seguros...

Sem dúvida que um cruzeiro é sempre uma viagem incrível, seja em qual compania ou destino for! Claro que se puder ir em algo que não é muito popular como Island Cruises ou Carnival, suas férias serão ainda melhores! O custo benefício também é ótimo e para quem precisa, sempre há possibilidade de parcelamento. Em geral tudo está incluso, exceto bebidas e despesas de caráter pessoal, como salão de beleza, spa, cassino e free shopping. São 5 refeições diárias com variadas opções e todos os dias, espetáculos incríveis estão à sua espera! Além disso, existem diversas festas que acontecem todos os dias, para todos os gostos e idades... Nada melhor que ver o sol despontar no horizonte dentro da boate cercada de vidro... as horas passam e nem nos damos conta dela!! Dormir?? Deixe para fazer isso quando voltar para casa... curta intensamente cada momento deste gigante que funciona 24 horas e não pára nunca!


Algumas dicas para fazer um cruzeiro marítimo:

  • o jantar é dividido em turnos. Para quem está com crianças ou idosos, o ideal é o primeiro turno, que começa mais cedo e acaba mais cedo. Para os jovens, o ideal é o segundo, pois aproveita mais o dia no navio e emenda o fim do jantar com as festas;

  • não espere que vá conhecer à fundo as cidades às quais o navio aportará, pois em geral são paradas corridas, em sua grande maioria com no máximo 8 horas de permanência;

  • não tente levar bebidas escondidas na bagagem, pois TODAS as bagagens de qualquer porte são verificadas no Raio-X;

  • a maioria dos cruzeiros possuem planos familiares bem interessantes, que em geral tornam gratuito o 3o e 4o passageiro na mesma cabine;

  • quem compra adiantado pode ganhar até 20% de desconto;

  • muitas companias oferecem o aéreo grátis desde as principais capitais do sudeste, sul e nordeste.

  • a maioria dos navios possuem cruzeiros para cada público específico (GLS, universitários, 3a idade, etc.), assim, verifique qual será o perfil na data que está interessado e evite constrangimentos futuros.

17 comentários:

Margarida Nobre disse...

Obrigada pela sua visita ao meu Blog e pelo simpático comentário!
Também gosto muito do seu e por isso também já lá está na minha listinha!!
Ainda nunca fizemos nenhum cruzeiro,mas já pensei nisso várias vezes e acho que deve ser bem divertido.Gostei imenso das suas fotos e a dos pés está muito original...eheheh
beijinhos

Tozé Franco disse...

Ai que inveja (eu sei que é feio, mas pronto)!
Gostei muito da sua descrição da viagem.
Nos meus planos está, algures, a realização de um cruzeiro. Disso darei conta aqui quando o fizer, se a arte e o engenho não me faltarem.
Uma última palavra para as magníficas fotografias.
Um abraço.

Mile disse...

Se eu já tinha vontade antes, hoje eu tenho muita pressa por fazer um cruzeiro. Pelo Mediterrâneo algum dia.
Muito bom o post, riquíssimo em detalhes. Valeu Fê, vc é ótima.
Bjoks

Anônimo disse...

ARNALDO - FATOS & FOTOS de Viagens

MUITO boa a matéria com a qual concordo inteiramente. Tanto que terminei de fazer um cruzeiro pelo Mediterrâneo em outubro e farei outro em junho. Parabéns!

Rodrigo Purisch disse...

Não sabia que a versão Brasil desses cruzeiros não seguia o padrão mundial...muito triste...

Um abraço

Mari Campos disse...

World Soul, seu post ficou excelente! Infelizmente, a popularização dos cruzeiros no Brasil veio acompanhada da "popularização" dos serviços dos mesmos... Uma pena...

Marcio Nel Cimatti disse...

Ótimo post!!! Muito esclarecedor!!

Dá vontade de navegar imediatamente!!

Bjo!

Mirella disse...

Eu nunca fiz viagem de navio... de repente eu aproveito uma aqui na Florida para ir ao Caribe, sei lá... mas eu sempre desanimo, pois tenho receio da audiência, sabe? eheheh...
Adorei esse post, super ilustrativo :0)

Anônimo disse...

Naveguei no MSC Ópera em janeiro deste ano e, ao contrário do que li acima, o cruzeiro foi um luxo!!! Primeiro que não vi uma só pessoa de bermuda em jantar algum, segundo que nosso garçom era muito simpático, atencioso e limpo. O cardápio era uma tentação!!! Nossa cabine estava sempre impecável, com frutas, camas arrumadas e limpa de forma surpreendente. A tripulação toda é muito atenciosa. Os shows são verdadeiros espetáculos!!!
Como disse nosso comandante, "quem faz a viagem ser boa é a tripulação e os passageiros", sinto muito por você não ter tido sorte, pois o meu cruzeiro teve todo glamour e toda alegria que eu esperava.

world soul disse...

Que maravilha "anônimo", fico feliz por vc!

Também achei a viagem incrível! Estava com uma turma sensacional, os dias estiveram lindos e, apesar dos percalços, considero o navio muito bom.

O que acho uma pena, é que os cruzeiros estão moldando seus serviços para o público brasileiro, que não é nem um pouco exigente... Sem dúvida que com o passar dos anos, perdeu sofisticação e elegância.

Enfim, c´est la vie...

Thiago disse...

Quando recebo as newsletter dos sites que estou cadastrado de compra de pacotes de viagens, sempre paro na sessão de cruzeiros e analiso os preços de cada um. Com certeza adoraria participar de um e assim que tiver oportunidade pretendo me aventurar num deles. Sua descrição sobre os cruzeiros batem direitinho como um amigo que participou de um falou. Parabéns pelos posts, pois eles estão muito bem elaborados. Abraço!

Sandra Mara disse...

Olá,

Em primeiro lugar, gostaria de parabenizá-la por essa matéria e riqueza de detalhes na sua narrativa nos faz visualizar cada momento e cada pedaço do navio. Só queria tecer um pequeno comentário sobre a questão do padrão de qualidade dos serviços prestados nos navios que navegam pela costa brasileira. Infelizmente, é sabido que as Cias adequaram a oferta de serviços, ebm como de produtos ao perfil brasileiro e quem tem experiência de viagens internacionais percebe a diferença gritante. Mas acho relevante citar que há uma exigência da Marinha Brasileira de que qualquer navio ao entrar na costa brasileira, tenha um percentual mínimo da tripulação obrigatoriamente brasileira, algo em torno de 25 a 30%, não tenho os números exatos. O fato é, que as cias têm que mudar parte da tripulação entes mesmo de chegar ao Brasil, muitas vezes contratando pessoal menos qualificado, o que acaba por sua vez comprometendo a qualidade do serviço prestado. Outras Cias que oferecem crueiros de luxo, não querendo comprometer sua imagem e muito menos oferecer um serviço com padrão inferior, optam por não navegar na costa brasileira em função de todas essas exigências. Acho que era isso. Foi um grande prazer conhecer seu blog, tão rico de informações e imagens. Bom gosto ao extremo. Parabéns! Bjkas, Sandra. Sandramara05@aol.com

dani disse...

um pouco de lucidez na web. parabéns

video MSC Opera

http://www.youtube.com/watch?v=vi74BCFRxAo

Dannyzinha disse...

Gostaria de saber como faço para adquirir os pacotes das viagens.

Obrigada

Dannyzinha disse...

Gostaria de saber como faço para receber pacotes de viagens.

Obrigada.

Anônimo disse...

nao sei em que mundo voce vive voce e brasileira .o brasil e isso ai !!!se eles querem aproveitar os nossos mares tem que contratar mao de obra brasileira!!!!vai quem quer!!!minha filha estava desempregada e teve a oportunidade de sre tripulante vai ter um salario bom! casa ,comida ,e roupa lavada, vai conhecer lugares ,conhecer outros costumes, outos idiomas vai voltar diferente graças a essa mudança.bom voce tem que mudar os seus conceitos temos que aproveitar e o fim da burguesia ta chegando!!!tchau e beijos

Fê Costta disse...

Uau, o blog anda atingindo todas os níveis da pirâmide! Interessante!

Boa sorte para sua filha, Sra Anônima.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...