Catas Altas e Santuário do Caraça

4 comments









Em 1702, o bandeirante Domingos Borges descobriu ricas minas auríferas na parte oriental do Maciço do Espinhaço e mais tarde, essas minas foram denominadas Catas Altas. Com o esgotamento das minas na segunda metade do século, Catas Altas tornou-se um arraial pouco populoso e os habitantes que ali permaneceram passaram a se dedicar ao cultivo de pequenas roças de subsistência. Desta maneira, a cidade permaneceu intacta, conservando casarios e arquitetura daquela época.

Hoje, a setecentista Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, um dos mais belos templos de Minas, marca o período de efervescência da mineração. Já a singela Capela de Santa Quitéria é um ícone da arte colonial e está sediada em um platô belíssimo aos pés da serra.

A natureza privilegiou muito o município. A Serra do Caraça faz um magnífico cenário para esta pitoresca cidade, formando uma das mais marcantes paisagens mineiras. Espalhadas pela serra, existem quinze quedas d' águas do Caraça. A 9 km da sede, está um curioso atrativo: a impressionante construção do Bicame de Pedras, que é a ruína de um aqueduto de pedra que abastecia o local na época do Império. A Lagoa Guarda-mor, abastecida por quatro nascentes, chama atenção pela sua cor esverdeada e por possuir áreas onde é possível pescar e nadar. Para os que gostam de caminhar, o Pico dos Horizontes é uma boa opção. Para alcançá-lo, é necessário caminhar cinco horas por uma trilha bem demarcada, passando por córregos e cachoeiras. Nesse passeio, existem duas vias para escalada, medindo 300 m cada uma, aproximadamente, e apresentando grau seis de dificuldade. No início do paredão, encontra-se uma gruta que, segundo moradores, dava guarida a um antigo quilombo.

O grande destaque deste município é o Santuário do Caraça, que atrai muitos turistas pela exuberância de suas paisagens e por sua história. Fundado em 1774 por monges portugueses e em meio à exuberante mata, o Caraça tinha como objetivo ser um dos mais importantes mosteiros do Brasil. Recebeu a honrosa visita de D. Pedro II em 1881, que declarou a célebre frase: 'Só o Caraça paga toda a viagem a Minas'.


Além do mosteiro em estilo neo-gótico e dos jardins, uma de suas principais atrações acontece à noite, após a missa celebrada todos os dias, às 20 horas. Trata-se da presença dos lobos-guará, que vão até à porta da Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens para serem alimentados pelos irmãos do Santuário.

A maioria das festas que alegram Catas Altas durante o ano é religiosa. Dentre elas, destacam-se as de São Sebastião, São José do Trabalhador, São João Temporão, Senhor do Bonfim e, a principal, a da Padroeira, Nossa Senhora da Conceição. O aniversário da cidade, os bailes de carnaval, as cavalgadas e os rodeios são outros eventos que movimentam o município.


Catas Altas e Caraça estão há 120 km de Belo Horizonte e tem fácil acesso pelas rodovias interstatudais. É sem dúvida um trecho imperdível da Estrada Real.

4 comentários:

Camila disse...

Muito legal seu blog! Suas fotos são lindas! E pelo que vejo você é mais uma fã da Estrada Real, assim como eu! Um abraço!

Rodrigo Purisch disse...

Concordo! Belas fotos e texto muito informativos.

Está saindo um belo guia das nossas Minas Gerais.

um abraço

Nuno disse...

Essas fotos fazem-me lembrar a arquitectura portuguesa de tempos idos. Local muito bonito! A ver se um dia arranjo tempo para uma visita ao Brasil.

Beijos,
Nuno.

Denise disse...

O Santuário do Caraça é um lugar lindo e mágico,talvez pela expectativa à noite de ver o lobo guará. É muito tranquilo, com a costumeira hospitalidade mineira. Imperdível para quem curte a natureza.
bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...