Madaba e o mosaico da Terra Santa

8 comments

A aproximadamente 30 km ao sul de Amã está Madaba. Pouco se conhece à respeito da história da cidade, apenas que era território pertencente ao reino da Judéia e que já havia sido governada pelos hebreus, nebateus, romanos e por uma tribo beduína chamada Moab, com assentamentos há mais de 3 mil anos atrás.



Em fins do século XIX, durante o período otomano, foi permitido a um grupo de 2 mil católicos que voltasse a viver na região e pudesse recontruir as igrejas bizantinas que haviam sido destruídas ali. Foi durante uma destas reconstruções que foi redescoberto o famoso mosaico de Madaba, datado do ano 570.


O mosaico ilustra a antiga Palestina e a Terra Santa , com suas cidades, vilas, rios, mares, colinas e outras características notáveis. Jerusalém foi retratada de uma maneira fascinante, com a catedral do Santo Sepulcro, os portões de Damasco e Jaffa e ainda com a extinta Cardo Maximus - a tradicional avenida romana que cortava-na longitudinalmente.  O Mosaico possuia originalmente 190m2 e era formado por mais de 2 milhões de peças coloridas, entretanto apenas metade sobreviveu após inúmeros confrontos ao longo dos séculos. O mosaico estende-se pelo chão da Igreja ortodoxa de São Jorge e é possível encontrar mosaicos pela cidade inteira, inclusive, levar para casa o artesanato local mais famoso.  



Basta 2 horas para visitar Madaba e conhecer seus principais atrativos. Quem for chegar na Jordânia à noite, pode hospedar-se em Madaba (que é mais próximo que Amã) e já logo cedo desbravar a cidade, deixando o restante do dia para conhecer o Monte Nebo, o local do Batismo de Jesus (próximo post) e o Mar Morto. Os hotéis em Madaba são em geral simples, recomendo o Madaba Inn, um 3 estrelas em frente à Igreja de São Jorge.

Veja todas as dicas de viagem para a Jordânia
Aproveite para conciliar sua viagem com outros países e desbravar também estas jóias do Oriente Médio e redondezas:

8 comentários:

Beatriz disse...

AMEI esses mosaicos! Aliás, este lugar respira histórias fascinantes!!! Mais uma vez você é uma sortuda Fê!!!
Bons ventos!
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

mundo nescal disse...

nescal
essa era para ser a realidade
de hoje ; pena que muita gente não pense asim

rodriguinho.pk@hotmail.com

Anônimo disse...

www.viaggio-mondo.com is my favorite website now!
[url=http://www.buzzfeed.com/ufcfan/how-to-download-from-youtube-1aqh]how to download from youtube[/url]

Arthur disse...

Ahhh, então também resolveram conhecer essas terras, hein? Mandem um abraço para os jordanianos (e para os nabateus de Petra)!

Clarice disse...

Olá Fê, beleza este post sobre Petra. Tuas informações foram muito importantes para que tudo corresse maravilhosamente bem para mim. A única coisa que não deu para evitar foi a exaustão física, não pensei que o passeio fosse tão cansativo, mas hj com a distância do tempo vejo que valeu a pena cada segundo. Curti demais!!

Fê Costta disse...

Ei Clarice!!

Que bom que vc aproveitou bastante!! Realmente é cansativo, mas vale muito à pena! Aposto que já está com saudades daquela terra avermelhada... hahah

Bjos

Melquisedeque S. Silva disse...

Existe algum risco a segurança viajar por estas cidades no oriente médio?

Melquisedeque S. Silva disse...

Existe algum risco a segurança viajar por estas cidades no oriente médio?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...