Rio Nilo

36 comments


O Nilo já foi o maior rio do mundo, tendo perdido o posto no século passado para o rio Amazonas, após análises precisas de fotos de satélites que puderam comprovar que o rio brasileiro é 300 km maior. Independente disto, o rio Nilo não perdeu o status que adquiriu ao longo da história - sobretudo durante o Império Egípcio Antigo.



Naquela época, e lá se vão 4 mil anos, o Nilo era considerado um deus. Afinal, como mais poderia ser considerado um rio que corta o árido deserto e dá vida a ele, permitindo que suas margens pudessem ser um dos solos mais férteis de todo o continente? Era mesmo um milagre!

Suas cheias anuais permitiam que as plantações pudessem ocupar um terreno infinitamente maior do que as bordas e assim, o Egito se tornou uma potência agrícola, principalmente no cultivo do algodão. Ainda hoje, em diversos pontos do rio existem o “nilômetro”, instrumento feito para medir o nível da cheia e fornecer uma informação mais precisa da colheita de cada ano.


Nascido nas montanhas do centro-leste africano, o rio Nilo corta 10 países, percorrendo 6,3 mil kms até desaguar no Mediterrâneo. O trecho mais percorrido é no Egito, que vai de Luxor à Assuã e passa pelos templos de Filae, Esna, Kom Ombo e Edfu. As embarcações que navegam ali vão desde as tradicionais felucas até os sofisticados navios, que somam mais de 500 e possuem restaurante, piscina e atividades culturais a bordo.



É interessantíssimo observar ao longo do percurso a forte ligação que a população tem com o rio e as cidadezinhas que cresceram ali em volta. É surpreendente até onde vai o espírito comercial dos egípcios, que tentam a todo custo vender algo aos turistas que estão a bordo e colam suas canoas junto aos navios, oferecendo todo tipo de artesanato!


Uma das coisas mais belas do passeio (além claro, dos templos egípcios que virão nos posts a seguir)  é o fantástico pôr-do-sol à beira do Nilo. Imperdível assistí-lo todos os dias à partir do deck:

O cruzeiro que eu fiz foi este aqui, adquirido no site da Viator. Achei ótimo, preço muito justo, com tudo incluído (exceto bebidas alcoolicas) inclusive os passeios em terra com guia em espanhol!  

36 comentários:

Mônica Sousa disse...

Oi Fê. Tentei comentar no seu post anterior há uns dois dias e estava com erro. Essas fotos do por do sol e da "vida" ao longo do Nilo estão espetaculares. Parabéns. Acompanhando. Bj

Fê Costta disse...

Oi Mônica!!

Obrigada pela visitinha! Fico feliz que tenha gostado!

Bjo grande! :)

Mônica Sousa disse...

Vi um comentário de uma outra viajante falando que vai "praí" em dezembro. Qual a melhor época para Egito e Turquia?

Blog Boa Viagem disse...

FÊ que bueno esse Rio! Legal ver a harmonia do rio com a população e o contraste das cores da água! Parabéns e acompanho sempre! Bjo!

Fê Costta disse...

Oi Boa Viagem!

Always welcome!! Que bom que gostou do post... a vida no Nilo é mesmo muito interessante!

Bjos

Regina Rozenbaum disse...

Fê, amada!
Que espetáculo...como tudo que vc vem nos mostrando do Egito, o Nilo é um colosso!!! Minina, suas fotos são tão bacanas, que a gente fica doidinha prá conhecer os lugares... J.Duran que se cuide rsrs.
Beijuuss n.c.

www.toforatodentro.blogspot.com

Mirella disse...

Oi Fe, queria ler todos esses seus posts com calma, pois o Egito ha tempos esta naquela nossa listinha VIP de onde queremos ir, sabe?!
Imagino que deve ter tido uma super experiência... que legal! Tenho que voltar aqui com mais calma, o duro é tempo... ando tão longe dos amigos "travelblogers" ;)
Bjks

Fê Costta disse...

Ei Mirella!

Eu conheço bem esta nossa falta de tempo: todo que sobra a gente quer gastar com viagem, né?! rs Internet que fique para o tempo entre conexões de aeroporto e chás de cadeira diversos... hahah

O Egito foi uma experiência incrível!! Vcs vão adorar, sem dúvida!! Tenho curtido sua viagem ao Camboja... me fez relembrar os momentos espetaculares que passei por lá! :)

Bjo grande!

Fê Costta disse...

Oi Rê querida!!

O cenário que é bonito e a máquina boa... assim, fica fácil fazer foto legal! rs

Bjos!!

Vagamundos disse...

Mais um excelente capitulo desta tua viagem ao Egipto. Como sempre as fotos estão exemplares.
Bjs

Fê Costta disse...

Obrigada Vagamundos!! :)

Um beijo grande para vcs!

Carolmay disse...

Morro de vontade de fazer um cruzeiro pelo Nilo. As paisagens são belíssimas e suas fotos estão maravilhosas.
Bj

Fê Costta disse...

OLÁ Carol!!

Obrigada pela visitinha!! ;)

Bjs

deisoca disse...

Oi! você acabou de receber um Oscar! Veja aqui http://www.viagempelomundo.com/2010/03/and-travel-blog-oscar-2010-goes-to.html

Carolmay disse...

Fê,

Assim como a Deise também te dei um Oscar de Blog de Viagem! Bj

Dri Miller disse...

Desistir de fazer o cruzeiro no Nilo foi uma decisao dificil... mas quando somamos preco + dias a bordo versus todas as outras coisas que queriamos fazer, decidimos ficar 3 dias em "terra firme" em Luxor e depois aproveitar o resto da viagem no mar vermelho...
Suas fotos me causaram uma pontinha de arrependimento...!

Claudia Liechavicius disse...

Adorei. A jangada me fez lembrar as nossas aqui do Brasil, do Nordeste. Não é?
Quanto tempo dura o cruzeiro pelo Nilo?
Um beijo

Patricia de Camargo disse...

Fê, de Asuan vocè fez o passeio até Abu Simbel? Teve algum problema com a comida durante o cruzeiro?
Amei tuas fotos!

Fê Costta disse...

Deisoca!!

Quanta honra receber um oscar da blogsfera!! Estou emocionada!! :)

Muito obrigada pela indicação!

Bjo grande!

Fê Costta disse...

Ei Carol!!

Menina, ~como assim? Me explica isso direito! Tá rolando algo na blogsfera que eu não tô sabendo? Me põe à par das news! ;)

Grande bjo!

Fê Costta disse...

Dri,

Não fica triste... Pelo que ví do alto, posso garantir que o Mar Vermelho é imperdível... Acredito que vai ser bem mais aproveitado o tempo lá do que no Nilo! rs Depois vc me conta!

E vc estando em Luxor, dá para dar uma passeada nele... O importante é que vc vai nos templos, que são realmente imperdíveis!!

Bjo

Fê Costta disse...

Claudia,

Também me lembrei de Maceió e Porto de Galinha vendo as "jangadas" deles...

Mesmo com um oceano inteiro separando a gente deles, a cultura ribeirinha é quase a mesma! ;)

Bjos

Fê Costta disse...

Oi Patrícia!!

Fiz o passeio até Abu Simbel desde Assuã. Como deixei para resolver poucos dias antes, já não haviam mais vôos disponíveis, logo tive que fazer o percurso de carro, que dura 3 1/2 cada trecho. Resultado: vc fica 7 horas no carro e curte o templo por 1 hora! É cansativo, mas ainda bem que tive pique de ir... É emocionante!

Bem, se for por terra também, ao menos veja o lado bom: as paisagens são interessantes e a todo instante pode-se obeservar miragens. É incrível! Adorei o deserto dali... mesmo muito bonito!

Bjos

Fê Costta disse...

Oi Mônica!

Acabei esquecendo de responder sua perguntinha: A melhor época para fazer Turquia e Egito juntos eu diria Abril ou Outubro. Fora disso, ou vc pegará muito calor no Egito (insuportável!) ou vc pegará muito frio na Turquia (não aconselhável!).

Bjos!

Roadrunner disse...

Um cruzeiro fantástico, as fotos igualmente fantásticas, e os textos um verdadeiro compêndio!

Saudações do Roadrunner

Fê Costta disse...

OI sumido!!

Que bom que gostou do relato... o lugar é mesmo incrível! :)

Arthur disse...

Também ia dizer a mesma coisa, as jangadas lembram as nossas do Nordeste. Quem sabe os egípcios não deram um pulinho aqui 3000 anos antes de Cabral? ;)

Fê Costta disse...

Oi Athur!

Pois pode ser verdade... Que um povo já encontrou o outro no passado, foi sem dúvida! Só não sabemos quem copiou quem... rsrs

Camila disse...

Oi, Fê! É impossível não associar a história do Egito ao Nilo, né? Com certeza vou querer fazer esse cruzeiro!

Beijos!

Fê Costta disse...

Ei Camila!

Tá sumida! rs

Tava de férias, né?! Tô curiosa para saber como foi a viagem entre RJ e MG! :)

Bjos!

Brenda Tavares disse...

Para quem sempre teve loucura por conhecer o Egito, o que vc indica: Cruzeiro pelo Nilo, ou direto Abu Simbel§ Estamos querendo ir em Julho...
Beijos e obrigada!

Fê Costta disse...

Olá Brenda!

Bem, esta escolha depende da disponibilidade que vcs terão na viagem. Um cruzeiro pelo Nilo gasta no mínimo 3 noites e Abu Simbel apenas 1 dia. Se vc quiser muito fazer ambas opções e tiver diponibilidade, vc pode fazer o cruzeiro encerrando em Aswan e de lá fazer o passeio até Abu Simbel de avião, que é muito mais rápido.

Agora, se eu tivesse que escolher um dois dois, escolheria o cruzeiro, que além de ser mais completo, vc conhece também Luxor e Aswan, que são repletas de templos. Abu Simbel é muito legal, mas é muito longe e o passeio que tem 8 horas, apenas 1 hora é gasta dentro do templo, as demais são na estrada...

Sobre julho, eu a recomendaria ir em uma época mais amena. Se a primavera e o outono já são fortes demais, imagina o verão no deserto: um verdadeiro forno! Pensa nisso! ;)

Bjos

Brenda Tavares disse...

Foi exatamente o que pensei. Que o cruzeiro, para quem vai pela primeira vez, seria bom pelo número de lugares a visitar e pela comodidade. Meu marido já fez Egito 3 vezes, mas sempre Sharm El Sheik com um dia no Cairo. Por isso tb a decisão pelo cruzeiro, poder (para ele) ver de outro ângulo.
Pensamos inicialmente em ir no mês de Setembro, mas teremos que adiar por causa de um futuro baby, por isso queríamos fazer entre junho e agosto. Mas estamos conscientes quanto ao calor.
Obrigada sempre pelas respostas. Parabéns novamente pelas postagens e fotos! Adoro!

Fê Costta disse...

EI Brenda!!

Obrigada!!

Depoit conta pra gente como foi a viagem!

Bjo grande!

Raquel Reis disse...

Oi Fê, estou indo para o Egito em Fevereiro/Março e estou pensando em fazer o mesmo que você fez. Cruzeiro pelo Nilo e Abu Simbel. Gostaria de saber onde você reservou seu passeio a Abu Simbel e se vpcê fechou com alguma agência ou fez tudo por conta de vocês.

Anônimo disse...

oLÁ fE,
gOSTARIA DE SABER SE EM JANEIRO É MUITO FRIO NO EGITO e você conhece teresina no piauí em relação ao parque dos dinossauros?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...