Como montar um roteiro de viagem

2 comments


Coleção Planejamento de Viagem - 5o passo
Como montar seu roteiro de viagem

O 5º passo do seu planejamento de viagem é simular roteiros baseados na sua disponibilidade de tempo, perfil  e também, da época ideal para conhecer as cidades que gostaria de visitar.

Visite os blogs de viagens e fique por dentro das dicas de viagem quem já foi. Veja os passeios que fizeram e como fizeram. Você não precisa re-inventar a roda, vai encontrar as dicas já mastigadas nos blogs deviagens! Sem dúvida, são recomendações muito legais vivida por gente de todo tipo. Alguma dica de viagem será o seu número!

Vá salvando todas estas informações importantes, seja em  Word, Excel ou mesmo no Favoritos do seu navegador. O importante é ficar fácil de acessar quando precisar tomar uma decisão.

Quanto tempo ficar em cada lugar? A pergunta clássica que tem milhões de respostas possíveis! Afinal, isso depende de inúmeros fatores, como seu perfil, seu tempo, seu dinheiro, etc. Mas vamos fazer uma receitinha de bolo para facilitar um pouco a sua vida. Considere:

· 1-2 dias para cidades pequeninas (ex: Valparaíso, Niagara, Monaco, Pisa, Sintra, CeskyKrumlov);

·   3-4 dias para cidades médias (ex: Viena, Liverpool, Munique, Cracóvia, São Petersburgo, Siem Reap);

·  5-... (até sua vontade) para cidades grandes (ex: Nova Iorque, Londres, Paris, Amsterdam, Roma, Moscou, Bangkok, Pequim, Sydney, Dubai...).

Isso não é regra, é apenas um referencial. O que não significa que você não pode ficar menos de 5 dias nas grandes cidades ou mais de 3 nas cidades pequenas. Claro que pode.
Você pode também começar a pensar em incluir algum país da vizinhança, uma vez que você já estará ali do lado e assim, com um pouquinho mais de esforço você dilui o principal custo da viagem entre 2 países. Claro que se você disponibilizar de dias para tal. De nada vale fazer viagem pinga-pinga!

Assim, porque não ir até a Croácia se você vai até a Itália?  Porque não conhecer as capitais do Báltico já que você decidiu ir até à Rússia? Porque não ir também ao Camboja já que você vai chegar até a Tailândia? Porque não ir até Maldivas se você vai chegar até a Índia?

A simulação de itinerários é excitante (principalmente depois de conhecer as low costs), mas cuidado para não incluir coisas demais. Independente do seu tourist style, sua idéia não é ter o máximo de carimbos no passaporte, e sim, conhecer bem e curtir agradavelmente cada lugar que passar. É ser um viajante!

Quanto ao roteiro do dia a dia, se seu perfil é desbravador, você pode conhecer todos os lugares por conta própria, curtindo o uso  transporte público e enchendo a viagem com mais aventura.

Já se você é do tipo que quer tudo pronto, você ficará mais satisfeito se comprar os passeios de alguma agência de viagens local, os chamados city tour, day tour, sightseeing. Basicamente inclui o transporte, guia, entradas e possivelmente alimentação. Ah, e o mais importante: você terá muita companhia! 

Veja algumas das principais agências que comercializam city tours pelo mundo:

·         Viator.com – atuação mundial, parceria com agências locais

·         City-discovery.com – atuaçao mundial

·         Toursbylocals.com – atuação  mundial, feito por guias locais

·         Webasia.com – atuação em toda a Ásia

Em lugares como nas capitais européias, jamais recomendo a utilização de um serviço destes. Vá por conta própria, pois a infra-estrutura é boa e é muito mais prazeroso. Já em lugares pouco amigáveis turisticamente ou muito distantes, acho que é uma opção a ser considerada.

Outra opção é pegar o ônibus de turismo panorâmico, o também conhecido Hop on Hop off. São aqueles ônibus “conversíveis”que circulam nos principais pontos turísticos da cidade, onde você pode descer a cada parada e pegar o próximo ônibus quando quiser. Em geral são vendidas as diárias (o pacote de 2 dias tem desconto), em média de USD 20 e funcionamento entre 10 às 17 hs.

Para distâncias maiores, você pode considerar a opção de alugar um carro, ou ônibus regular (eurolines) intermunicipal ou mesmo trem (eurail). Isso tudo em países, digamos, civilizados. Em países onde o serviço é duvidoso, sugiro contratar um serviço de motorista particular que além de conveniente, também é geralmente barato. Mas como encontrá-los?

Eu tenho uma listinha dos motoristas que já usei e recomendo, mas caso você não encontre o destino que precisa, você pode fazer uma busca no google e então, optar pelo qual lhe parecer mais confiável. Você pode também tentar na recepção do seu hotel ou ainda sondar o taxista que fez o seu pick up, mas seu poder de barganha vai cair muito.


Viaje melhor
10 passos para planejar sua viagem:
Veja +
Porque viajar?
É possível viajar o mundo todo?

Dicas de Viagem de mais de 60 países


Atenção:
Não é permitida a reprodução total ou parcial dos textos. Site protegido com direitos autorais. Copiar é crime. 

2 comentários:

Viagem para o Pantanal disse...

Muito bom o blog, estão todos de parabéns...Deu até vontade de ir tbm haha

Katia Bonfadini disse...

Oi, Fê!!!!! Seu post está lá no BONFA CONVIDA! Muito obrigada por me autorizar a reproduzi-lo, é ótimo!!!! Também coloquei os links para os outros posts relacionados ao tema que vieram depois! Ah, no fim do post, listo seu blog como um dos meus preferidos! Adoro suas fotos e relatos! Um grande beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...