Hungria: Peste

25 comments

Peste esta à margem esquerda do Danúbio e seu relevo é uma planície. Enquanto Buda, mais antiga, concentra o lado medieval da Hungria, Peste segue com suas construções em estilo clássico românico e concentra o maior número de atrações de Budapeste.

O poder, que outrora ficava no lado oposto, hoje é acolhido em Peste, sede do Parlamento Nacional da Hungria. A monumental construção do Parlamento foi erguida em 1880 e é o maior da Europa. Em estilo neo-gótico, possui 17 mil m2, mais de 600 cômodos e 10 pátios internos. Abriga a coleção de jóias da Hungria e está aberto a visitação. Para os sortudos detentores de passaporte europeu, a visita é gratuita. (Humpf! Que preconceito é este com as demais nacionalidades?!... rs)





Tão marcante quanto o Parlamento é a Catedral de São Estevão, ambos os mais altos prédios da cidade com 96 metros de altura. A fachada renascentista é belíssima e ainda mais esplendorosa é a decoração interior da basílica. Sua inauguração ocorreu em 1905 e a construção levou 54 anos para ser concluída. Tamanha demora foi ocasionada pela queda do domo em 1868, quando se fez necessário demolir o que estava pronto e reconstruir todo o projeto novamente. A Basílica ainda oferece uma bela vista panorâmica da cidade a partir do terraço, e o melhor: a subida é de elevador!












A Sinagoga Dohány é a segunda maior do mundo (a primeira está em NY) e tem capacidade para 3 mil fiéis. Sua fachada mourisca é um marco na cidade e foi construída no século XIX. Naquela época, 20% da população de Budapeste era composta de judeus e hoje não ultrapassa 1% em decorrência do Holocausto. A rua da sinagoga, também nomeada Dohány, é o início do Gueto de Budapeste, região onde foram enclausurados os judeus durante a 2a Guerra Mundial.


Há poucos metros dali se encontra a Praça Deak, onde começa a importante Avenida Andrássy Ut, conhecida como a Champs Élysées húngara. Neste local concentram os palacetes e residências elegantes da Budapeste do século XX. Há também o pomposo prédio da Ópera Nacional da Hungria, construído em 1884 em estilo neo-renascentista.


A Avenida Andrássy encerra na bela Praça dos Heróis, onde se ergue um obelisco com a imagem do arcanjo Gabriel segurando o símbolo do reino húngaro. Em volta da praça estão dois prédios imponentes, representados pelo Museu das Belas Artes e a Sala de Exposições. Ambos valem uma visita caso a estadia comporte.





Ainda nas imediações está o Castelo de Vajdahunyad e o tradicional restaurante Gundel, que funciona desde 1894 famoso pela requintada gastronomia. Na vizinhança também estão os banhos Szechenyi, que oferecem 15 piscinas com águas termais ricas em minerais com temperaturas que variam de 24 a 36 graus C. Budapeste é a cidade das termas, logo não deixe de desfrutar momentos agradáveis à moda húngara e passar um dia de deleite por lá. Aproveite e acrescente no pacote uma das inúmeras opções de massagem.





Deu fome? Volte para Avenida Andrassy e pegue o mais antigo metrô europeu, com destino ao centro da cidade. De lá, vá até a Rua Váci Utca e escolha um dos restaurantes e delicie-se com o tradicional Gulash, uma espécie de sopa apimentada de carne e feijão.




Outras tantas opções aguardam o turista, como o charmoso café Gerbeaud, famoso desde o século XIX pelas deliciosas tortas Esterházy. Outras delícias doces e também salgadas certamente agradam ao paladar de qualquer um, basta escolher um dos vários ambientes da casa e desfrutar uma bela manhã, tarde ou noite.



Em meio a todas estas caminhadas, é impossível ficar sem notar a beleza arquitetônica de Budapeste. Cada prédio, fachada, varanda, guarda uma riqueza única em detalhes:








E para encerrar Budapeste em grande estilo, nada melhor que um convite para navegar no Danúbio, especialmente ao cair da noite, quando o lusco-fusco contrasta com as luzes da cidade. O passeio sai da doca próximo à Ponte Elizabeth e circunda a Ilha Margareth, passando pelos principais pontos da cidade. A duração é de uma hora e o custo é de aproximadamente 10 euros. Bon Voyage!

25 comentários:

José Gonçalves disse...

Olá Fê Costta,

Parabéns pela excelente foto-reportagem de um País Europeu, daí a gratuitidade para os Europeus.

É que nós, Europeus, damos mais valor a outras coisas de outros Continentes, daí que seja um convite a visitarmos o que é nosso.

Sou Português, e pouco conheço Portugal, aquele Portugal profundo, interior, isolado, onde as paisagens são únicas, os monumentos encerram séculos de história.

E no entanto viajo quanto baste por este País tão belo.

E sempre que posso, lá estou eu no estrangeiro, dando valor ao que é dos outros.

Mas tudo bem.

Toda a gente é assim.

Uma breve explicação, pessoal, sobre a forma de atrair o Turismo interno.

Budapeste é a Capital da Hungria, uma cidade fantástica, quer pela sua Arquitectura, que soube guardar e preservar todos os estilos até ao Moderno, quer pelas suas gentes.

Infelizmente, corrupção é algo muito latente nas Instituições do Estado, em especial nas linhas do Metropolitano. Uma praga difícil de combater.

Mas é um País convidativo e agradável de ser descoberto.

Como se pode constatar na escelente foto-reportagem, convida-nos a voltar um dia.

Parabéns pela lembrança.

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Alessandro A. disse...

Fê,
Estou adorando esses posts da Hungria, já que Budapest é uma das cidades que eu me arrependo de não ter visitado ainda. Minha vontade de conhecê-la só aumentou.

Abraços!

Fê Costta disse...

Olá José!

Obrigada pelo interessante comentário! É sempre bom receber pessoas inteligentes por aqui.

Abraços e volte sempre!

Fê Costta disse...

É Alessandro, pode arrepender-se mesmo! :) Budapeste é linda!! E bem diferente das demais cidades do Leste Europeu. Cada uma tem seu charme diferenciado e Budapeste não fica para trás neste quesito...

Abs,

Claudia Liechavicius disse...

Fê, sendo sua seguidora posso ver as fotos ainda quentinhas...Quase na hora em que foram postadas. Ficou mais fácil.
Adorei as fotos da Hungria. Lindas!
Beijoka
Claudia

mariana disse...

Uau, que espetáculo é Budapeste!! Estou ansiosa para conhecer agora!! Estou indo para a Europa no início do ano e já vou alterar meu roteiro para inserir o leste europeu e parte do báltico, após ver suas lindas matérias! Vou te mandar um email para esclarecer algumas dicas de viagem em Budapeste e no Leste Europeu.

beijinhos | Marina Monteiro

Fê Costta disse...

Ei Claudia!

É verdade, fica mais fácil, né?!

Contagem regressiva para as Maldivas... :)

Bjs

Fê Costta disse...

Olá Mariana!

Fique à vontade para enviar o email: fecostta@hotmail.com

Bjs

Orlani Junior disse...

Fê,

Só uma palavra: Obrigado! rs

Viaje com a Flora disse...

Fê,
Que linda me pareceu Budapest pelos seus olhos.
Estive lá há 20 anos, vindo de Viena, na minha primeira viagem a Europa. A Hungria tinha saido há muito pouco tempo da cortina de ferro. Nos sentimos meio ameaçados e oprimidos, não conseguimos apreciar a beleza da cidade e voltamos correndo para Viena.
Acho que preciso voltar lá para rever meus conceitos.
Bjs

Fê Costta disse...

Orlani,

Depois desta super viagem ao Peru, já pode programar as próximas férias para a Hungria! :)

Sds

Fê Costta disse...

Olá Flora!

Gostei do seu depoimento! Será muito interessante voltar à Budapeste 20 anos depois. Você verá como ela está mais relax, apesar de ainda sisuda quando comparada à Viena ou, ainda mais, à Praga.

E a programação para a Rússia, como está?

Bjos

Flora disse...

Oi Fê,
Ontem comprei um guia de conversação em Russo, que tem o alfabeto cirílico. Acho que para a parte da Rússia vou com a Tchayka mesmo. Estamos esperarando a definição do calendário escolar da minha filha que sai no final de Novembro para definir as datas.
Obrigada pelo interesse. Vou tirar muitas dúvidas com voce.
Bjs Flora

Fê Costta disse...

Olá Flora!

A Tchayca é uma agência ótima, super profissioal mesmo. Eu adorei viajar pela Rússia com eles e por muito pouco não fiz o roteiro da Romênia, que parece ser lindíssimo. Um dia esta oportuniadr reaparece.

Fique à vontade para esclarecer as dúvidas, terei o maior prazer em ajudar!

Beijo grande!

Katia Bonfadini disse...

Fê, quantas fotos liiindas!!!! A Hungria está no topo da nossa lista de destinos para as próximas férias no ano que vem... Vendo essas imagens, fiquei ainda mais empolgada! Eu também estou bem sumida, mas é que tenho cada vez mais trabalho (essa vida de free-lancer é fogo!) e estou a duas semanas de umas férias aqui pela américa do sul mesmo... na contagem regressiva!!! Mil beijos! Ah, hoje publiquei um post sobre a Eslováquia lá no blog!

Beatriz disse...

Oi Fê
Há tempos que não passo por aqui, mas agora prometo que voltarei mais vezes... Adoro suas viagens histórico-culturais!!!
Beijinhos,
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Fê Costta disse...

Kátia!!

Lindo o post sobre Bratislava... pena que não ví muito daquilo ali. Bem, fica para a próxima. rs

Bjks

Fê Costta disse...

Ei Bia!!

Que bom! :) Também tô sumidinha das bandas daí... rsrs

Bjks

Arthur disse...

Oi Fê, andei sumido, estou com tendinite... ai! A Europa Central está nos meus planos, principalmente R. Tcheca e Hungria. Vou ver se aprendo um pouco de húngaro e tcheco ;)
ABs!

Fê Costta disse...

Ei Arthur!

Desculpe a demora, estava nas Maldivas e em lembrei que computador exisia! hahaha

É isso, vai aprendendo bem o magiar e o tcheco e se dar bem com a população feminina de lá, cosiderada uma das mais belas do planeta! :) rsrs

Abs,

Kris disse...

Oi Fe...Adoro passar por aqui e ler as suas dicas, infelizmente só descobri o site depois que fui para o Egito. Mas vou continuar visitando para me inspirar para as próximas! bjão!

Lu (Vaidades e Variedades) disse...

Olá Fê,
Obrigada pela tua visita lá no meu cantinho!
Adorei o teu blog e estou seguindo.
Beijos,
Lu.
http://luzdomar.blogspot.com

Celia Cris Silva disse...

Oi, Fê. Obrigada pela visita ao meu blog e pelo convite que, como você pode ver, foi prontamente aceito! Adorei seu blog. Vamos viajar muuuuuuuuito "juntas". Bjs. Célia Cris

Anônimo disse...

Quando setembro vier... lá estarei ,em Budapeste. Estou adorando seu blog. Obrigada pelas dicas. Juanita-Curitiba-Pr

Leda disse...

Oi,Fê!!!Estávamos(meu marido e eu)querendo ir à Rússia,mas tenho receio de perder muito tempo com o tal alfabeto.Também não conhecemos a Hungria.Parece-me igualmente bela...Seria mais econômico do que a Rússia,já que o custo de vida russo é alto?Agradeço sua sugestão.Abraço grande,Leda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...