Heidelberg - O que fazer em 1 dia

2 comments


Heidelberg é uma linda e romântica cidade ao sul da Alemanha, próximo à conhecida Floresta Negra. Muitas pessoas talvez nunca tenham ouvido falar sobre esta bucólica cidade, mas certamente muitos já devem ter visto alguma imagem de Heidelberg.

Às margens do rio Neckar, Heidelberg foi importante centro na Idade Média, por abrigar um dos "Palatinados" mais importantes da época. Construções magníficas, como o castelo datam deste período áureo, que incitando a inveja na vizinhança, acabou por ser alvo de diversas guerras e discussões políticas. Resultado: pouco restou da arquitetura medieval, basicamente o castelo, a ponte com o portão, algumas igrejas e o hotel Ritter.
Entretanto, devido a importância como centro educacional, visto que foi uma das primeiras universidades do sul da Alemanha, Heidelberg foi totalmente reconstruída durante o século XVII em estilo barroco, formando um mix interssante entre ambos estilos. Foi nesta época que o artista Goethe a adotou como lar e passou grande parte da sua vida ali, sendo inspirado pelas espetaculares paisagens que Heidelberg oferece.

Em geral se chega à Heidelberg de trem, sobretudo vindo de Frankfurt (1:10 minutos). A estação de trem de heidelberg esta à 4 kms do castelo e da cidade antiga. O ideal é chegar até lá de ônibus e ficar perambulando a pé.



Na saída principal da estação - fora do prédio - existe um centro de informação turística, onde você pode pegar as melhores dicas, além de comprar os tíquetes do castelo e do funiculaire que leva até ele. Atrás do centro de informação está o ponto de ônibus que o levará até o centro antigo.  Voce pode pegar o de número 33 até a estação Rathaus. Ali já é o funiculaire, teleférico (ou cablecar) que leva até o castelo (schloss).

Você pode também começar a desbravar Heidelberg pelo centro histórico, basta pegar o ônibus 32 na estação de trem e descer no ponto Universitplatz, a antiga universidade da cidade. 





Roteiro Heidelberg 1 dia:

1) Centro histórico - acho que o ideal é começar a desbravar a cidade antiga e deixar o castelo para depois do almoço, evitando as hordas de excursões que chegam ali pela manhã. Vá perambulando pelas ruelas do centro historico, conhecendo os prédios importantes e suas fachadas maravilhosas, como a biblioteca, as igrejas dos jesuítas e Espirito Santo, o hotel Ritter e as praças marktplatz e karlsplatz. Nesta última, recomendo se deliciar na doceria Gundel, vale à pena experimentar as tortas de morango ou blackberries. São maravilhosas e custam em torno de 3 euros a fatia. 
   


2) Castelo - Primeiro, pegue e o teleférico e desça na 2a estação. Dali se tem um panorama interessante da cidade. Em seguida, volte para o teleférico e desça na estação do castelo. É preciso comprar o ticket de entrada no castelo (4 euros). Se quiser, você pode também comprar a visita guiada (+4euros), mas não recomendo. Dura 1 hora, mas poderia ser resumida em 20 minutos, pois quase não há nada a ser visto.

Explorando o castelo, você encontra 2 barris de vinho enormes, artigo que nunca faltava em Heidelberg nos séculos anteriores (o maior comporta mais de 200 mil litros!). 

Na praça central do castelo, é possível admirar os diversos estilos que o compõe, com fachadas que vão do medieval ao renascentista. Ao sair do castelo, siga à esquerda para avistar os jardins. Embora o original não esteja mais ali, é sem dúvida um lugar aprazível para uma caminhada e uma bela vista da cidade e do rio Neckar. 

Na parte externa do castelo avista-se também a torre parcialmente destruída pelos franceses durante a guerra. 

.


3) Ponte Antiga - saindo do castelo, corte a cidade antiga ao meio em direção ao rio. Passando novamente pela Marktplatz, você encontrará o portão da cidade, chamado de Bruckentor. Ao lado dele tem uma escultura de um macaco modernoso - em substituição ao antigo destruído na guerra. Conta a lenda que o visitante que tocar o espelho que o macaco tem nas maos, terá riqueza no futuro! Inshallah!



4) Caminho dos filósofos - Philosophenweg - Trata-se de uma trilha, hoje um caminho asfaltado, onde os estudantes de antigamente iam refletir e estudar. O caminho, apesar de árduo na subida, oferece vistas espetaculares, dentre elas, a cena mais famosa de Heidelberg, com o rio neckar, a ponte antiga, a cidade e o castelo ao fundo. Para se chegar ao caminho, basta subir a trilha de pedras que comeca logo depois da ponte.




5) Hauptstrabe -  Saindo do caminho dos filósofos, você atravessa a ponte Theodor Heuss e chega a praça Bismarckplatz. Ali a esquerda voce encontra a rua de pedestres Hauptstrabe para almoçar (ou jantar) em algum dos típicos cafés ou mesmo saborear um delicioso sorvete italiano do Cafe Venezia (dentro da galeria no inicio da Hauptstrabe). Para quem quiser fazer compras, este é o lugar para deixar os últimos euros e voltar pra casa com o souvenir de Hidelberg.



Para voltar para a estação de trem, basta pegar o onibus 32 ou 33 na Bismarckplatz, sentido estação e em 8 minutos se chega no destino. 

Para se chegar a Heidelberg, basta pegar um trem na estacao de Frankfurt (Hbf or airport). O trem comum gasta em torno de 1,5 horas (34 euros ida e volta), enquanto o express gasta pouco menos de 1 hora (46 euros ida e volta). Se voce estiver no caminho de Sttutgard ou Munique, você pode também descer em Heidelberg e guardar as bagagens mo locker. Na estação de Heidelberg, ele fica ao lado do banheiro.


Fora da estação está o centro de informação turística, vale a pena pegar um mapa da cidade para entender melhor o roteiro acima sugerido.



Veja +
Frankfurt
Colônia
Viena
Praga
Budapeste
Bratislava
Riga
Tallin
Vilnius
Helsinque
Moscou


Viaje +
Dicas de viagens de mais de 60 países!
Como planejar suas viagens
Porque viajar?

2 comentários:

Fotos do Casal 20 disse...

Fê,você é mestra em descobrir lugares magníficos. Linda a cidade!

Anônimo disse...

Fê,você é mestra em descobrir lugares magníficos. Linda a cidade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...