Isfahan, Iran

8 comments


Se tem algo que todos os iranianos concordam (e os turistas também) é que Isfahan é a cidade mais bonita do Irã! Suas ruas arborizadas e limpas, pontes decoradas, praças imensas e arquitetura espetacular retratam o esplendor que Isfahan viveu durante séculos. Foi capital do Império Persa por duas vezes e viveu seu momento glorioso  no século XVI durante a poderosa dinastia Safávida, que deu um ar cosmopolita a cidade, atraindo trabalhadores da Turquia, China, Índia, Geórgia e Armênia. Deixou de ser capital no século XVIII, quando foi capturada pelos Afegãos e Teerã acabou sendo condecorada como tal.  



O ponto mais marcante de Isfahan é a magnífica Praça Naghsh-e Jahan, também conhecida com Iman Square, uma das maiores praças do mundo e tombada pela Unesco como patrimônio mundial da humanidade.

A praça é envolta em magníficas construções, dentre elas, duas mesquitas (uma para o povo e outra para o rei), um palácio e o grande bazar. O jardim da praça é um perfeito exemplar persa, com sua geometria simples que revela pura nobreza.  



Mesquitas
A mesquita Sheikh Lutfollah foi construída para atender a família real e sua corte. Apesar do seu tamanho pequeno, o trabalho decorativo interno é surpreendente, com milhares de azulejos formando mosaicos de flores, figuras geométricas e frases do Alcorão. 



Além disso, seu incrível domo é constituído por azulejos em um estilo arabesco característicos, que vão de formas circulares menores a maiores, dando uma perspectiva interessantíssima ao lugar. Tudo isso, construído em meados do ano de 1600.



A mesquita do Xá, que passou a se chamar mesquita do Iman depois que o título "Xá" deixou de significar algo para o país após a revolução de 1979, é de uma grandeza sublime. Seu tamanho é proporcional à multidão de fiéis aguardada para a reza, entretanto a decoração é de uma delicadeza tão grande, que torna a massiva construção em um conto de fadas



Este é o esplendor da arquietura persa, que influenciou tantas outras no mundo, dentre elas o estilo Mughal, com o ícone máximo o Taj Mahal na Índia

A praça ainda conta com o Palácio Ali Qapu, que apesar de não aparentar, é um prédio de 7 andares com 48 metros de altura, um arranha-céu para a época, que ficou devidamente enquadrado na praça pela proporcional arquitetura. Além da bela vista, o Palácio merece uma visita pelo incrível trabalho na decoração da sala de músicas, com painéis de madeira recortados em formatos de instrumentos musicais. 

Para completar os atrativos da praça, há ainda o Grande Bazar de Isfahan, que à propósito, tem o melhor preço em comparação com os outros bazares do Irã. O artesanato é riquíssimo e possui as tradicionais peças de Isfahan em metal e porcelana, retratando o design do domo da mesquita Sheikh Lutfollah.


Além das incríveis construções ao redor da praça, ela tem um atrativo intrínseco, que só dá para notar estando lá. A energia que ela emana é algo interessante. É uma praça viva, cheia de pessoas que a usufruem diariamente como parte de suas vidas, que se juntam no final da tarde para fazer pic nics, para comprar no bazar, para rezar na mesquita ou simplesmente, para apreciar a paisagem e ver o footing. 


Isfahan conta ainda com o Palácio Chehel Sotoon, construído pelo Grande Xá Abbas para ser o pavilhão de recepções do Império Persa daquela época. Além do clássico jardim persa com piscinas, ele conta com belos afrescos que retratam o reinado de Abbas. 



As pontes de Isfahan também são um atrativo à parte. Jovens iranianos passam o fim de tarde e noite perambulando pelas pontes e cantarolando músicas típicas ou recitando versos do poeta Rafez. Ficam lindamente iluminadas à noite, com seu reflexo projetado no rio. Uma cena clássica para ser vista apenas no inverno, pois durante o verão o curso do rio é desviado para garantir a subsistência da província de Isfahan, permitindo a produção de frutas e vegetais mesmo no calor cruel de mais de 40 graus.


Curiosamente, Isfahan conta com um bairro católico em meio à uma população esmagadora muçulmana. O bairro é formado por Armênios que migraram para a região há 4 séculos à convite do imperador Abbas, que vislumbrava um país cheio de artistas, característica notável dos armênios. Sua igreja possui afrescos maravilhosos, coloridos e ricos!




Dicas de Viagem Isfahan, Irã

Onde comer
A comida iraniana é maravilhosa!! Não fique restrito a apenas as dezenas de opções de kebab (uma espécie de churrasquinho com especiarias locais), aventure-se também por outros pratos divinos, especialmente os agridoces, que abusam das frutas locais, como o romã. Isfahan tem ótimas opções de restaurantes, dentre eles o Shahrzad. Imperdível!


Onde ficar
Aproveitando da baixa cotação do Rial frente ao dólar, aproveite para sentir-se como um verdadeiro Xá e hospedar-se no espetacular Hotel Abassi. Excelentes opções de restaurantes também!




Como chegar
Localizada ao sul de Teerã, aproximadamente 5 horas de carro, Isfahan é a terceira maior cidade do país e abriga uma população de aproximadamente 1.5 milhão de pessoas. É possível chegar a cidade por estrada, avião (desde as maiores cidades iranianas via Iran Air) e trem.

Quando ir
Melhor época para conhecer Isfahan é de Outubro a Abril, quando o clima não está muito quente. Isfahan pode ser conhecida em 2 dias e é fundamental ter um guia acompanhando nos pontos turísticos. Vale cada centavo!

Como agir
Isfahan, juntamente com Mashaad, é uma das cidades mais religiosas do Irã e é preciso estar mais atento quanto à vestimenta, principalmente em feriados religiosos.



Veja+


E ainda:

8 comentários:

Manu disse...

Fe, perfeito!!!!! Que passeio!! Que experiencia!!! Sou fascinada pelo mundo arabe e agora so consigo pensar em Irã pra ca e Irã pra lá! Hahaha.
De fato nao tenho planos concretos de quando ir mas vc pode me dizer se vc foi com agencia? Me indica um contato la caso mude radicalmente os planos e resolva ir ano q vem? ;o)
Obrigada por compartilhar sempre coisas tão ricas!
Bjoss

Pedro disse...

Fê, concordo com você: Isfahan é realmente a cidade mais bonita do Irã. É tudo de bom! Voltaria lá com o maior prazer. Pena que o rio está completamente seco, né?

Pedro disse...

Fê, concordo com você: Isfahan é realmente a cidade mais linda do Irã! Voltaria lá sem pensar duas vezes...

Só achei uma pena o fato de o rio estar completamente seco, né?

Fê Costta disse...

Manu, altera seus planos!!! hehe O Irã é lindo e vale muito à pena!!! A Agência é a triptopersia.com, excelente e muito profissional!!! Esta é uma das melhores dicas de viagem do Irã!... ter uma boa agência de receptivo ao lado! :)

Fê Costta disse...

Oi Pedro!
Pois é, fiquei decepcionada com o rio seco! Agora terei que voltar a Isfahan no inverno para vê-la com o rio cheio!!! Ainda bem que é só 1 horinha de vôo da minha casa! :)

Mari Campos - Pelo Mundo disse...

O Irã é um dos meus maiores sonhos de viagem! as fotos estão lindas, parabéns.

Boia Paulista disse...

Oi, Fê. Tudo bem? :)

Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

Até mais,
Natalie - Boia

Tânia Barreira disse...

Só uma palavra a dizer: "UAUUUU" :D

Mas com tanta viagem continua a faltar Portugal! Têm que vir cá, vai adorar!! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...